Resenha: Domínio de Almaki - Almakia #4

domingo, 23 de junho de 2019






Sinopse:
Enquanto ainda tentam descobrir se podem confiar na Senhora da Capital do Fogo, Garo-lin precisa desviar seu foco do futuro e olhar para o passado, para entender onde começam as raízes daqueles que até então ditavam o rumo de Almakia. Sob o comando do Almaki puro, a vilashi e os Novos Dragões se unem para tentar resgatar antigos aliados e lutar contra algo maior do que o orgulho dos almakins. Nas consequências de seus atos, resta saber se almakins continuarão governando o Domínio ou se haverá apenas a destruição do coração de Almakia.

Coleção: Almakia - Vol. 4
Autor: Lhaisa Andria
Editora: Editora MODO Tradicional - Selo Lumus
Ano: 2017
Skoob: Almakia – Domínio de Almaki
Goodreads: Almakia – Domínio de Almaki
Citações: Almakia – Domínio de Almaki


Ok, depois daquele final em Instituto Dul'Maojin, eu tive de tirar um minuto para respirar antes de pegar esse livro.

Por quase a primeira metade da história, somos sugados para as memórias da Senhora da Capital de Fogo. Tanto que você quase esquece que, fora dos portões do Instituto, Almakia está um completo CAOS. E se depois de ler os três primeiros livros você super acha que sabe como funciona a cabeça de Kronar Dul'Maojin. Na-nah, vai ter de pensar de novo conforme vamos avançando em sua história desde que era aluna até se tornar a Senhora da Capital de Fogo.


Para ser sincera, entre os quatro livros da série, esse foi o que acabou me chamando menos atenção por algum motivo. Talvez porque o ritmo da série se quebra um pouco com a narrativa longa de Kronar, apesar de eu ter gostado bastante da parte dela. Parece que quando voltei para o presente da narrativa estava até meio tonta com tanta informação, rsrs.

Não só eu, por sinal. A partir daí, Garo-lin, tem muita informação nova para organizar e desvendar a verdadeira história de Almakia desde os Dranos até a batalha que os espera nos portões do Instituto Dul'Maojin. Junto de Kanadi, Aruk e um toque de outros personagens, ela vai conseguir montar essa linha do tempo e tentar entender o que é o oposto de Kanadi que está circulando por aí.


Aliás, quando Kanadi disse pela primeira vez com TODAS as letras a que veio, eu achei que tinha entendido. 

A-ah, nada disso. Lhaisa Andria surpreende até o final.



P.S. Tem uma dica do enredo em cada foto dos livros. Alguém sabe quais são? :D

Não deixe de ver os outros posts da série Almakia:




Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...